8 formas de se preparar para mais uma crise do capitalismo

As práticas ambientais, sustentáveis ou eco-sociais, são essenciais tanto para adaptação e sobrevida do capitalismo quanto numa proposta atual de socialismo.

Hoje o sistema hegemônico é o capitalismo que vem se transformando numa Era do capital improdutivo (ver livro homônimo) e, todos, independente da ideologia, sejam à esquerda ou à direita, não podem contestar o fato que esse sistema vive em crises. São crises que impõe o custo cruel aos mais pobres, enquanto o topo da pirâmide tem lucros ininterruptos.

Por isso, antes de mais aprofundamentos que esse site tem intenção de informar, é muito importante que as pessoas se preparem para essas crises do capitalismo. Reprodução adaptada de um texto que busco a autoria, sob o título:

COMO SE PREPARAR PARA O COLAPSO DO CAPITALISMO:

  1. Aprenda a plantar, não somente horta, mas também outras culturas de base (milho, mandioca etc) e árvores (frutíferas, nativas, lenhosas)

  2. Crie vínculo com alguma terra, quer seja um sítio próprio ou de parente, um projeto, uma comunidade etc. Se envolva com as pessoas que lá vivem, vá aos poucos buscando formas de passar mais tempo no campo do que na cidade, aprendendo a plantar, construir, tratar os resíduos orgânicos e se curar na natureza.

  3. Desenvolver habilidades práticas (cozinhar, marcenaria, conserto de máquinas, processamento de alimentos, costurar etc). Ensine habilidades às crianças e as pessoas amigas, próximas, vizinhas.

  4. Procure um grupo de apoio mútuo, onde as pessoas cuidem uma das outras, façam produtos naturais de higiene, remédios naturais, como xaropes e tintura de ervas, beneficiamento de alimentos, como conservas e fermentados

  5. Simplifique desde já sua vida, liberando mais espaço físico e de tempo. Descubra tudo o que você consegue fazer sem dinheiro, caminhar, exercícios, artes manuais e artes corporais, convívio com as pessoas queridas, jardinagem.

  6. Se desprenda da lógica de consumir mais e mais. Prefira produtos artesanais que durem muito, de qualidade, feito por pequenos produtos e empreendimentos econômicos solidários. Faça trocas, dê, receba presentes pelo valor afetivo, ao invés do valor financeiro.

  7. Troque, armazene, multiplique e difunda sementes crioulas (nativas, não transgênicas, produzidas pela agricultura popular, familiar)

  8. Reconheça que a vida vai ser melhor depois!! Estamos somente na transição.

“A nossa criatividade é o limite do sistema” Bill Mollison – cocriador da Permacultura

1 visualização0 comentário